Palavra de Dom Giovanni. Núncio Apostólico

Ir.Coramar partilha conosco as palavras de:

Dom Giovanni, Núncio Apostólico, aos Consagrados da Diocese de Nova Friburgo

Os religiosos são um exército, estão ligados a Cristo pelo seguimento, precisa guardá-Lo no próprio coração, é mister que este Ano da Vida Consagrada desperte em cada religioso(a) um novo ardor.

Vocês são a imagem da Igreja como um mosaico, cada religioso (a) é uma peça desse mosaico, um violão na mão de Deus. Que ele possa tocar na vida de cada religioso (a) a mais bela sinfonia, é através de nós que Cristo se realiza; o mais importante a potenciar é a fidelidade, consignada como autenticidade.

Pelos votos os religiosos são conformados a Cristo, precisamos dar visibilidade através do nosso modo de ser, de proceder e de vestir. Na nossa vivência, assumir sempre  a dimensão vertical e horizontal da Cruz.

Precisamos transformar o mundo, pois este vai mal, não podemos ignorar que a Vida Religiosa passa por crise nos aspectos quantitativos, sim, mas também no aspecto qualitativo.

Nosso país passa por crise nos vários paradigmas: existencial, moral e de valores.

Convidou-nos a analisar os fatos, mas não nos apavorarmos, Deus é o nosso maior aliado.

Com relação à escassez de vocações precisamos nos mostrar, revelar a nossa identidade; o momento é difícil, mas não dramático, não somos chamados a fazer milagres, o perigo reside na privatização do amor.

O Papa fala sempre de unidade e não de uniformidade, no entanto, os religiosos precisam ser diferentes, Deus nos escolheu para sermos dóceis nas suas mãos. A Vida espiritual é a essência da Vida Consagrada.

Nova Friburgo, 25 de janeiro de 2015.